Eu sei o que são VALORES e como estou trabalhando com os meus filhos?

            Os valores são a base daquilo que acreditamos e como direcionamos as nossas ações no dia a dia. É certo que nem sempre caminhamos de acordo com esses valores sendo esse o exato motivo das nossas frustrações.

            Por isso é preciso entender realmente quais são os valores que hoje direcionam as suas ações e como estão impactando a nossa vida.

            Na correria do dia a dia achamos que estamos atuando de acordo com os nossos valores sendo comum confundirmos algumas questões relacionadas a eles.

            Em alguns casos achamos que temos valores fortes como a família e na verdade o que queremos sentir com isso é amor, segurança ou reconhecimento. E esses são os verdadeiros valores. A família é um meio para qual podemos atingir os valores.

Ter ou ser?

            Em outros casos acreditamos que buscar um melhor emprego ou determinado trabalho, ou mesmo uma casa ou carro, sejam valores importantes. Na verdade isso é o que queremos ter e não o que queremos ser.

            Essa confusão entre o que queremos ser o que queremos ter é comum e ocorre diariamente. É mais fácil identificarmos o que queremos ter e não termos a mínima ideia do que queremos ser.

            Isso ocorre pelo simples motivo que paramos pouco para pensarmos sobre esse assunto já que em muitos casos envolve mudança de padrões e quebra da zona de conforto.

Como vivemos?

            Acordamos e “vivemos” todos os dias para que possamos adquirir coisas e assim nos tornarmos satisfeitos ou felizes. Mas e quando conseguimos essas coisas temos o sentimento de satisfação momentâneo e passageiro e logo queremos outras coisas.

            E quando não conseguimos ficamos frustrados e surgem uma série de padrões de comportamentos habituais inadequados, tais como: fumar, beber, comer demais, consumir drogas, tentar controlar os outros, assistir televisão por horas a fio, entre outros.

            Esses padrões são formas de compensação das frustrações que criamos por não atingir algo que queríamos ter e não por algo que queríamos ser.

familia6.jpg

Valores Organizacionais

            É bem possível que na empresa em você trabalhe tenha valores definidos para ações e estratégias que estão sendo realizadas. Os valores organizacionais definem a cultura da empresa e assim estimulam seus colaboradores a trilhar o mesmo caminho.

            Quantos já passaram por essas situações ou mesmo definiram valores para a sua empresa e por algum motivo esses não foram cumpridos ou os resultados propostos não foram alcançados devido a não execução de estratégias que estavam alinhadas a esses a valores.

            Aqueles que viveram essas situações já conseguiram identificar como atuar baseado nos valores direcionando de forma eficaz as ações voltadas para a meta definida.

Valores pessoais

             Enfim, todos nós temos valores e quando atuamos sob a orientação dos mesmos também alcançamos os resultados que buscamos para as nossas vidas.

            Além disso, precisamos entender que como Pais e Mães passamos esses valores para os nossos filhos e eles assimilam de forma muito rápida desde muito pequenos e assim precisamos estar preparados para identificar o que estamos passando para eles.

            Você pode imaginar que está passando valores para os seus filhos e que nem sabe quais são ou como está inserido na sua vida.

            É bem possível que quando se irrita muito com algo que seu filho fez ou mesmo falou para alguém é porque isso atingiu um valor essencial seu e que não foi repassado para o seu filho.

            E o pior é que se não estivermos preparados para entender essa situação vamos reforçar ainda mais esse “valor negativo” em nossos filhos já que a nossa reação será a de confronto e castigo com eles.

De onde vieram meus valores?

            Vocês já devem estar se perguntando: “Tudo bem, já entendi. Os valores são importantes na minha vida e que preciso identificar, mas de onde vieram”?

            Imagine em qual momento você disse para você mesmo quais são os seus valores e de onde vieram, como foram formados e se estão de acordo com o seu estilo de vida.

            Quantas vezes você agiu de uma determinada forma, mas sentiu vontade de fazer algo totalmente diferente?

            Ou melhor, quando nos frustramos e não entendemos de forma clara os motivos para essas frustrações são os “valores negativos” que podem estar agindo e nem tomamos consciência disso.

            Alguns podem ainda falar que os valores que possuem foram passados por seus pais e destes pelos seus avós. Sim, é bem possível, mas esses são os seus valores?

            Nós vivemos em uma sociedade totalmente diferente daquela que viveram nossos pais e nossos avós e podemos ter a necessidade de outros valores que não aqueles repassados por eles.

            É bem possível que convivamos com esses valores repassados pelos nossos pais, professores e escola, já que era baseado neles que éramos reconhecidos pelas atitudes do dia a dia.

inteligencia5.jpg

Os valores não são únicos ou imutáveis

            Quando falamos em valores não significa dizer que esses são os nossos valores e fim de papo, que representa a nossa essência e por isso são imutáveis. Não…

            Precisamos ter a clareza de quais são esses valores e como estamos atuando com base neles nas ações do dia a dia. E ainda como estamos repassando eles para os nossos filhos.

            O que nós temos é uma hierarquia de valores as quais colocamos alguns como prioritários e à medida que vamos atingindo a realização dos mesmos passamos adiante para garantir que o próximo também seja contemplado.

            Por isso é tão importante sabermos quais são os nossos valores e a sua hierarquia. Além também de entendermos como eles direcionam as nossas atividades diárias.

            A questão da hierarquia é importante porque alguns valores quando muito próximos são um grande desafio para ser atendido e se não tivermos muita clareza podemos gerar uma frustração muito grande.

            Um exemplo disso é a uma pessoa que tenha um valor como a Liberdade e a Segurança muito próximos na sua hierarquia. Ou seja, para ela a liberdade na forma de agir pode significar tomar as suas atitudes sem considerar a opinião de outras pessoas, apenas as suas vontades. E a segurança é identificada por ela como o fato de todas as pessoas gostarem dela, sentindo que ela é uma pessoa boa e honesta.

            Nesse caso teremos um grande desafio para essa pessoa que é agir sem considerar a opinião dos outros e querer que todas acreditem nisso e gostem dela.

            Existem diversos exemplos que podemos considerar a partir da definição dos valores. Falamos aqui um pouco sobre o que são e nos próximos posts iremos demonstrar como podem ser identificados e trabalhados, principalmente com os nossos filhos.

            Descubra mais sobre valores e relacionamento entre pais e filhos, click aqui!