Você sabe quais são os medos que “herdamos” dos nossos pais?

O medo é um sentimento que convivemos diariamente que nos protege,  também nos estimula e motiva para o crescimento. No artigo “Seus medos podem virar os do seu filho, como saber e evitar?”  falamos mais detalhadamente sobre conceitos de medo e crenças.

 

Agora, convidamos vocês a falar sobre os medos que herdamos dos nossos pais e estamos passando para os nossos filhos.

 

A razão disso é porque nós somos mais suscetível a dor que ao prazer e fazemos muitas coisas somente para “fugir” de alguma sensação ruim e não pela alegria de realizar tal atividade.

 

“As pessoas farão mais para evitar a dor do que para alcançar o prazer” Tony Robbins.

 

Dessa forma nos concentramos em evitar, a todo custo, que nossos filhos passem pela dor que está relacionada aos nossos medos.

 

Todos nós podemos idealizar mentalmente uma lista de emoções que faríamos quase qualquer coisa para nos afastarmos delas. E também faríamos uma lista dessa para nossos filhos.

 

É inclusive comum os pais expressarem frases do tipo “Isso não quero que o meu filho sinta jamais” ou “Se eu pudesse abriria sua cabeça e colocaria um pouco de juízo nela” e ainda “O meu maior medo é que você faça isso ou mexa com aquilo”.

 

E quando falamos sobre a alegria são geralmente utilizadas frases do tipo “Quando você crescer pode ser o que quiser”, “Você vai saber escolher alguma coisa que o seu coração mandar” ou “Faça aquilo que o seu coração mandar, que te dá alegria”.

crençalimitadora1.jpg

Estou passando meus medos para os meus filhos?

 

É fato que atividades ilegais ou que fazem mal a saúde não serão discutidas por nós. A intenção aqui é mostrar que em relação aos medos agimos diretamente para retirar dos nossos filhos aqueles que são nossos.

 

Enquanto em relação ao prazer possibilitamos uma maior liberdade para que eles possam escolher sobre o que decidir ou que caminho irá seguir em frente.

 

A atenção que devemos ter com os nossos filhos é verificar e entender quais dos nossos medos herdamos dos nossos pais e estamos passando para os nossos filhos sem nem ao menos percebermos isso.

 

No texto “E você, tem medo do que?” você pode entender melhor sobre o “ritual de passagem do medo” com exemplo: medo de barata.

 

Nesse momento um simples exercício mental pode lhe ajudar a entender melhor essa situação.

          Você pode fazer o seguinte:

  1. Encontre o medo: você pode fazer isso no seu dia a dia ou agora mesmo pegando uma lista e anotando 10 dos seus principais medos que você não gostaria de passar para os seus filhos (perceba como a maioria foram herdados);
  1. Concentre-se: depois de realizar a lista ou de perceber que deixou de fazer algo por medo, concentre-se por alguns poucos minutos. Se tiver dificuldade faça três respirações bem profundas inspirando pelo nariz e expirando pela boca;
  1. Ensaio Mental: pense com seria a sua vida sem aquele medo, o que teria feito, sentindo, emoções que teriam feito parte de vocês e até pessoas que poderiam ter entrado na sua vida.
  1. Sinta: perceba se houve uma melhora do seu estado interno ou estado de espírito, se você se sentiu melhor após realizar esse ensaio.

 

A partir daí você já consegue imaginar como seria a vida do seu filho sem esses medos e até como poderia ter sido a sua vida sem eles.

 

Todos nós herdamos esses medos e devemos trabalhar com eles para melhoria da nossa vida e daqueles que amamos e de forma rápida podemos ressignificar esses medos em nossa mente.

 

O primeiro passo você já deu, que é buscar informações e adquirir conhecimento sobre o assunto.

 

Nos nossos próximos posts iremos tratar de forma específica sobre alguns medos e crenças e assim você poderá perceber alguns deles como sendo o seu medo e utilizar do conhecimento como aprendizado.

 

            Aguardo você nos próximos posts