O meu filho não sabe fazer nada sozinho

 

 

A nossa terceira frase da série de 07 frases que você não deveria falar para o seu filho  é a seguinte: “O meu filho não sabe fazer nada sozinho”. Lendo assim até parece que não falaríamos isso, mas veja algumas variações que utilizamos no dia a dia.

A utilização dessa frase pode ser feita de outras formas como: “Você nunca consegue fazer isso”, “Já te expliquei mil vezes e você não dá conta” ou “Você puxou seu pai, não faz nada sozinho”.

 

Afetando a Autoestima

Quando você fala isso para o seu filho está atingindo algo precioso na sua formação: a autoestima. E essa é uma das principais questões que trabalho com Pais no processo de Coaching.

É este sentimento que precisamos trabalhar constantemente com eles, principalmente nos primeiros anos de vida, já que nesse momento estão iniciando a preparação emocional e ainda não entendem de forma consciente algumas das suas atitudes.

O seu filho está prestando atenção nas suas ações a todo instante mesmo que não estejamos sequer falando com eles. É fácil perceber isso quando vemos que os filhos imitam o jeito de andar, as expressões faciais, e até o jeito de sentar numa cadeira.

 shutterstock_344305052 (1).jpg

Situações do cotidiano

Por isso precisamos trabalhar a todo instante com a autoestima deles, seja quando pedimos algo, incentivamos, brincamos ou quando damos uma bronca. E devemos ficar atentos a uma simples conversa com algum amigo, familiar ou mesmo ao telefone, dentro de casa. Devemos ter cuidado com o que falamos e como nos referimos a determinadas situações.

Nós pais sabemos que as atividades do dia a dia nos exigem esforço e dedicação constante e em alguns casos ocorrem situações que nos deixam tristes, chateados e até com raiva. Por isso precisamos estar alertas e prestar bastante atenção no que estamos falando e nos sentimentos que passamos ao falar de algo.

É num desses momentos de irritação que você pode acabar falando algumas dessas frases e em específico essa de que ele não sabe fazer nada sozinho. É fato que não acreditamos nisso, mas ao falar isso de forma repetida para uma criança de 02 a 06 anos durante um período longo podemos causar um trauma para toda a vida.

O fato de aceitar que não sabe fazer nada sozinho pode trazer uma grande dependência e originar inclusive problemas relacionados à falta de concentração para estudo e futuramente no trabalho.

 

Preparação Emocional dos filhos

Os impactos que isso pode causar são vários, cada um de nós é único e por isso não podemos prever se o seu filho terá problemas emocionais com isso ou aquilo. A questão é que somos movidos pelas emoções e sentimentos, e por isso precisamos cuidar dessa preparação nos nossos filhos.

Alguns podem até se perguntar que até parece que uma frase vai fazer efeito sobre a vida do meu filho, mas a linguagem verbal e não verbal é a forma como iniciamos o nosso entendimento sobre o mundo, como interpretamos fatos e damos significados para eles transformando para a nossa realidade.

shutterstock_545722396.jpg

Se podemos, porque não melhorar a nossa comunicação?

Os estudos sobre a linguagem e o desenvolvimento emocional têm avançado muito nos últimos anos e já são colocados como fatores fundamentais para se atingir a felicidade e o sucesso profissional.

Nos primeiros anos de vida somos nós Pais praticamente toda fonte de contato que a criança tem para entendimento do mundo, por isso precisamos tomar um cuidado ainda maior para que possamos desenvolver neles habilidades sócio emocionais.

Ao falarmos que eles não sabem fazer nada sozinho reforçamos a baixa autoestima e assim trazemos para um universo de dependência e frustração, que pode ser ampliado para a tristeza e até um sentimento de necessidade de atenção exagerada, o que pode causar outros transtornos comportamentais.

 

O que podemos fazer?

Proponho a você, Pai e Mãe, que está lendo esse texto, que ao invés de falarmos essa frase, possamos reforçar ações ou atividades que eles realizam sozinhos e assim dar mais confiança para essas outras que eles não conseguem realizar com sucesso.

Em alguns casos você pode até perceber que eles não fazem determinada ação sozinhos porque já associaram esse momento ao contato mais direto com o pai ou mãe, algo que faziam juntos e agora não existe mais a necessidade de ser feita.

Vamos colocar um exemplo: o banho. A hora do banho com certeza era algo que faziam juntos e depois de um determinado tempo o seu filho ou filha já pode fazer sozinho. Entretanto, todas as vezes acontece algo que gera algum desconforto e você pode até vir a falar essa frase.

Perceba na relação de vocês como foi essa transição entre o momento que tomavam banho juntos ou que você dava banho nele ou nela. Será que ela foi realizada de forma que o seu filho percebeu que não teria mais esse momento com você, mas que teria muitos outros?

Independente do que ocorreu quando você sentir vontade de falar essa frase analise a situação em que ela ocorre, o que tem de comum nela com outras que acontecem o mesmo “problema” (ele não dá conta de fazer sozinho). Veja se está relacionada a algum momento que ficavam juntos e que ficou associado para o seu filho.

Nesse processo você vai começar a ir além na relação que tem com o seu filho e além de criar mais autoconfiança nele ao não falar mais essa frase, ainda vai descobrir como trabalhar melhor as emoções dele.

Aqui são Pais aprendendo juntos.

Veja o vídeo completo no nosso canal do Youtube (click aqui)